Sintomas de Esgotamento


Tudo começa de forma discreta e não damos a devida importância, achamos que é apenas cansaço e assim que tivermos um tempo tiramos uma folga para relaxar e tudo ficará bem!

O esgotamento emocional pode ser, simultaneamente, físico e psíquico. Há um grande cansaço, acompanhado por uma sensação de vazio e pela dificuldade em lidar com as emoções. Ou seja o esgotamento emocional acontece quando sentimos que esgotaram os nossos recursos emocionais e psicológicos.

Quais são os sinais e sintomas de esgotamento emocional?


O diagnóstico de esgotamento emocional nem sempre é fácil, já que muitas vezes o paciente apresenta um quadro de fadiga em conjunto com outros sintomas pouco claros, que podem ser atribuídos a muitas outras perturbações.



Contudo, parece consensual que, quando estamos psicologicamente desgastados, apresentamos alguns dos seguintes sinais:



Irritabilidade
Um dos sintomas mais evidentes do esgotamento emocional é o nervosismo, a irritabilidade e a hipersensibilidade, porque perdemos o autocontrolo com mais facilidade do que o normal. Ao mesmo tempo, começamos a interpretar os estímulos como se fossem ameaças, o que leva ao desenvolvimento de comportamentos reativos e defensivos.



Perda de energia
O sentimento de esgotamento emocional geralmente reflete-se primeiro fisicamente, pelo que é normal sentirmo-nos sem energia. Para muitas pessoas, só o simples acordar de manhã e levantar-se é um tormento, que é perpetuado ao longo de todo dia.



Insónia
Muitas vezes, por trás do esgotamento emocional, estão ocultos problemas não resolvidos, que se aproximam da nossa mente, não permitindo que um sono tranquilo, acordando várias vezes durante a noite.



Incapacidade de desfrutar de pequenos prazeres da vida
As atividades e pessoas que até ao momento nos permitiram desfrutar da vida e sentir-nos felizes, deixam de fazer sentido. É como se o mundo, subitamente, tivesse perdido as suas cores.



Perda de motivação
Quando estamos extremamente exaustos, simplesmente, não encontramos a motivação para nos envolvermos em novos projetos ou fazer as coisas com as quais antes nos apaixonávamos. Qualquer tarefa parece titânica e desenvolvemos uma profunda apatia em relação ao mundo.



Falhas na memória
A atenção é um dos primeiros processos psicológicos que são afetados quando estamos exaustos, o que também leva a lapsos frequentes. É provável que nos esquecemos de mensagens, que não nos lembremos onde deixamos as chaves ou mesmo que tenhamos dificuldade em lembrar o que comemos no dia anterior. Isso ocorre porque a nossa mente está muito saturada para continuar a processar e armazenar informações no nível consciente;



Pensamento lento
O esgotamento emocional, também, afeta os processos cognitivos, pelo que podemo-nos aperceber que pensamos mais devagar ou que temos dificuldade em pensar. O que costumávamos fazer rapidamente, custa muito mais e às vezes até achamos difícil dar um sentido lógico às nossas ideias ou acompanhar um longo discurso.



Labilidade emocional
Vontade recorrente de chorar, muitas vezes sem motivo aparente, acarretando sentimentos de desesperança, ansiedade e angústia.



Sintomatologia física
Com o tempo um esgotamento emocional dá origem a uma panóplia de problemas de saúde. Afeta, essencialmente, o sistema imunológico, cardíaco, o metabolismo e o bem-estar mental geral. Podem ocorrer alterações gástricas e intestinais, dores de cabeça, pescoço e costas, mudanças no apetite, hipertensão arterial, constipações e infeções frequentes, aumento de peso e envelhecimento prematuro.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Qual a relação entre a Síndrome do Pânico e a Ansiedade?

Pensamentos Negativos

Relacionamento Abuso, como identificar?