Pensamentos Negativos

Existem vários motivos para os pensamentos negativos “brotarem” em nossa mente. Muitas vezes eles aparecem dependendo da fase de vida pela qual a pessoa esta passando. O desemprego por exemplo, pode desencadear pensamentos negativos sobre a vida futura do individuo e sobre sua auto-estima também. Pensamentos como “não sou capaz de fazer nada” , “nunca conseguirei um emprego” podem ser comuns na mente de quem está passando por esta situação.

Outro fator que também pode ser um facilitador de pensamentos negativos é a nossa tolerância às frustrações. Decepções com as pessoas, com o trabalho e outros fatores da vida acontecem mas cada um tem o seu jeito de lidar com isso. Algumas pessoas tem baixa tolerância as estas frustrações e quando se sentem decepcionadas tendem generalizar os pensamentos negativos achando que “tudo está ruim”. A conseqüência de sempre pensar negativo poderá influenciar na qualidade de vida desta pessoa, tanto no campo emocional como em outros aspectos de sua vida, como o profissional e pessoal.

Além de prejudicar a saúde psíquica, pode trazer prejuízos na relação intra-pessoal (como a pessoa se vê, seu relacionamento consigo mesmo) e interpessoal ( relação com as pessoas ao seu redor). Muitas vezes a pessoa que sempre pensa negativo pode ser considerada uma má companhia, ou uma pessoa ruim o que pode intensificar ainda mais os pensamentos negativos acerca dela mesma, criando por exemplo pensamentos como “sou uma pessoa ruim mesmo, não mereço ter amigos” .

É importante procurar ajuda quando os pensamentos estão impedindo a pessoa de exercer atividades cotidianas, como trabalhar por exemplo.

Vamos conversar?
Psicóloga Online Erika Pasqueto
Atendimento Online
(Pelo WhatsApp ou Skype) - (11)9 5143.7335
Atendimento Presencial:
Rua Lavínia Ribeiro, 63 - Água Rasa, São Paulo - SP

Acesse: www.psicologaonlineerika.com.br . . .
#Psicóloga #PsicólogaErikaPasqueto #Terapeuta #PsicólogaOnline #PsicólogaAtedimentoOnline #Depressão #TerapiaparaAdultos #TerapiaParaCasais #TerapiaFamiliar #TerapiaParaCrianças #TerapiaParaAdolescentes

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Qual a relação entre a Síndrome do Pânico e a Ansiedade?

Relacionamento Abuso, como identificar?